Alunos da Uneal de Santana do Ipanema protestam contra a falta de professores

Alunos do campus do Sertão da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), em Santana do Ipanema, fizeram um protesto nesta quarta-feira (19) para denunciar a carência de professores nos cursos de pedagogia e zootecnia.

Com cartazes, os estudantes saíram em caminhada do campus até o Fórum do município, onde funciona a Defensoria Pública do Estado, para denunciar a carência de professores.

Os alunos relatam que, por causa da carência, a conclusão do curso está sendo adiada. Segundo eles, a formação em pedagogia demora quatro anos, mas agora está durando sete.

A estudante pedagogia Jackeline Santos falou que no, seu curso, o ideal seria a contratação de mais cinco docentes. “São sete professores, mas um está trabalhando na pró-reitoria, dois estão fazendo doutorado e diminuíram a carga horária e um está afastado por atestado médico”, expôs.

Os estudantes dizem que já entraram em contato com a direção do Campus, mas nada foi resolvido. “Nossa universidade fica no Sertão e é a única oportunidade de muita gente que mora por aqui ter um curso superior. Como estamos distantes da capital, fica mais difícil para cobrar uma solução”, disse Jackeline.

À reportagem do G1, a assessoria de imprensa da Uneal comunicou, às 14h30, que estava apurando a informação para dar uma resposta sobre o caso.

O grupo de manifestantes foi recebido pelo defensor público do município, João Augusto Sinhorin. O defensor informou que desde a semana passada, quando os alunos fizeram uma reclamação sobre a carência, foi instaurado um processo para averiguar a dimensão do problema.

 

Fonte: G1/AL

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo