Procon autua 49 postos por irregularidades no preço em Alagoas

Em apenas um mês, 49 postos de combustíveis foram atuados em Alagoas em razão de diversas irregularidades encontradas durante fiscalização. As equipes percorreram 18 municípios, incluindo a capital, desde o dia 16 de maio.

 

Segundo o Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor de Alagoas (Procon-AL), a ação foi motivada por denúncias feita por consumidores em relação ao preço praticado em alguns estabelecimentos no Estado. Os postos autuados estão sujeito a multa que podem variar, dependendo do tipo de infração.

 

O Procon-AL ressaltou que, desde o anúncio da redução de 12,6% no preço da gasolina e de 12,8% no valor do diesel, no dia 16 de maio deste ano, vêm acompanhando a transição de preços em todo o Estado. “Além da verificação de valores, a ação do órgão atingiu lojas de conveniências dos postos visitados. Em algumas delas, foram recolhidos diversos produtos, como bebidas alcoólicas, refrigerantes e alimentos impróprios para consumo, com avarias ou fora do prazo de validade”, informou.

 

Foram fiscalizados postos de combustíveis nas cidades de Maceió, Arapiraca, Palmeira dos Índios, Olho d’água Grande, Girau do Ponciano, Lagoa da Canoa, Batalha, Novo Lino, Canapi, Mata Grande, Delmiro Gouveia, Olho d’Água do Casado, Piranhas, Água Branca, Campo Grande, Craíbas, Lagoa da Canoa e Igaci.

 

DENÚNCIAS

 

Os populares que desejam denunciar irregularidades ou tirar dúvidas podem entrar em contato por meio de ligações ao número 151 e por mensagens no WhatsApp: (82) 98876-8297. O atendimento presencial acontece na sede do instituto na Rua do Livramento, no Centro de Maceió ou por agendamento no site procon.al.gov.br.

 

 

 

Fonte: Gazetaweb com informações da assessoria

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo