Governador reafirma compromisso de valorizar a educação durante posse de novos gerentes especiais

O governador Paulo Dantas deu posse nesta terça-feira (16), em solenidade no Palácio República dos Palmares, aos 13 novos gerentes especiais de educação, que assumem o biênio 2024-2025. Escolhidos após processo seletivo que contou com cinco etapas, os gestores vão desenvolver diversas atividades no âmbito da rede estadual de ensino, contribuindo de forma decisiva para a garantia de uma educação de qualidade.

 

Paulo Dantas demonstrou satisfação em dar posse aos novos gestores, que vem contribuindo ao longo dos anos para a melhoria dos índices de educação em Alagoas. “Todo mundo lembra que há alguns anos atrás tínhamos a pior educação dos estados do país. Hoje, através do ranking da CLP, somos o 9º estado com a melhor educação. Então, isso é fruto do empenho de todos os professores, da secretária de Educação, Roseane Vasconcellos, de toda sua equipe e de todos do Governo que unem esforços para entregar uma educação de qualidade”, afirmou o governador.

Segundo Paulo Dantas, o governo vem criando todas as condições em infraestrutura, com reforma de escolas – são mais de 70 anos obras em andamento –, e a construção de 12 novas unidades. “Estamos com um plano arrojado para construção de novas escolas em Maceió e em todo o Estado, para que todos nossos alunos possam estar em sala de aula para que tenham mais condições de entrar no mercado de trabalho e ter um futuro melhor”, ressaltou. “A educação tem um papel central, uma das pastas mais importantes do nosso governo”, disse Paulo, lembrando que o Estado tem tomado medidas para valorizar ainda mais os profissionais da Educação, a exemplo da revisão do Plano de Cargos e Salário dos profissionais de educação.

 

O governador acrescentou que o Estado terá ainda mais condições de ampliar a infraestrutura da área da educação com a liberação dos precatórios pelo Governo Federal este ano, além de garantir a universalização do ensino. “Nosso objetivo até o ano de 2026 é universalizar o ensino integral nas escolas estaduais, porque eles consideram, tecnicamente, que 70% da rede em regime integral já é universalização. E vários institutos, como Instituto Natura, Bem Saber, Sonho Grande já atestaram que o aluno de ensino integral tem melhor desempenho”, acentuou o governador.

 

A secretária de Estado da Educação, Roseane Vasconcellos, destacou que a escolha das novas gerações de Gerentes Especiais de Educação foi bem criteriosa, utilizando os dados do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB), que compõe o Índice de Desenvolvimento da Educação (IDEB). “De cada regional, que são 13, cada uma teve seis candidatos de cada modalidade de ensino. As duas melhores notas no quinto ano, as duas melhores notas do nono ano e as duas melhores notas do ensino médio naquela regional. Então, fazemos um processo de entrevistas, de provas, de análise de currículo. E aquele, dentro dos seis, que melhor teve o desempenho, é selecionado para gerir a sua regional”, explicou a secretária.

 

Para Roseane, esse formato motiva os gestores a alcançar resultados cada vez mais elevados na educação. “Antes, a indicação dos gerentes era política. As gerências são a mini Secretaria de Educação em cada região do Estado. Então, com a meritocracia, o professor consegue trabalhar melhor, ter um desempenho melhor para poder alcançar esse cargo”, ressaltou a secretária.

 

O secretário de Governo, Vitor Pereira, afirmou que o governo Paulo Dantas é baseado em resultados, desde o critério de escolha dos gerentes até às políticas públicas. “Escola em tempo integral, cartão Escola 10, cartão Conclusão, creche Cria. Tudo isso faz parte de um sistema baseado em evidência e resultado. O nosso governo é sério. A gente trabalha com resultado. Entrega políticas públicas, entrega infraestrutura”, afirmou o secretário. Os candidatos a gerentes especiais de educação, após a inscrição, passaram pela análise de currículo. Eles também apresentaram um estudo de caso e um plano de gestão, sendo entrevistados, ao término do processo, por comissão instituída pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

 

Papel dos Gerentes

 

As Gerências Especiais de Educação (GEEs) são representações da Secretaria de Educação (Seduc) em todo o estado. Cada gerente é responsável por realizar a formação continuada de professores e gestores, entre outras ações voltadas à melhoria do desempenho escolar. Ele atua como uma ponte entre o Estado e os municípios, fortalecendo o regime de colaboração e garantindo a implementação das políticas educacionais.

 

O professor de Biologia, Jorge Sena, foi gestor de rede durante dois anos e meio em União dos Palmares, e agora será gerente especial de educação. “É uma satisfação muito grande, uma alegria que não cabe no peito ter a oportunidade de fazer parte dessa equipe brilhante da Seduc”, afirmou Jorge. Segundo ele, a meta é continuar o trabalho que vem sendo desenvolvido, para buscar melhorar os resultados da educação na da 7ª Região, que engloba os sete municípios da 7ª GEE.

 

Durante a solenidade de posse dos novos gestores, o governador Paulo Dantas e a secretária Roseane Vasconcelos prestaram uma homenagem aos 13 gerentes que estão deixando os cargos, como forma de reconhecer a contribuição de cada profissional nos dois últimos anos.

 

 

 

 

por Fabia Assumpção / Agência Alagoas

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo