Agentes e escrivães da Polícia Civil paralisam atividades até sexta-feira

Agentes e escrivães da Polícia Civil de Alagoas paralisaram as atividades na tarde desta segunda-feira (17) para cobrar equiparação do piso salarial. Durante assembleia geral realizada pelo Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol), a categoria decidiu pela paralisação até as 8h de sexta-feira (21).

O G1 entrou em contato às 18h45 com a Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag) e aguarda um posicionamento sobre a reivindicação.

A categoria cobra o piso salarial de acordo com a média nacional, que é de R$ 6 mil.

Durante a mobilização, apenas as prisões em flagrante serão registradas. Veja abaixo os serviços que ficam suspensos:

  • boletim de ocorrência;
  • termo circunstanciado de ocorrência;
  • cumprimento de mandados de busca e apreensão;
  • mandado de prisão, exceto os flagrantes de delito, que deverão ser feitos um por vez.

A paralisação vale para todas as delegacias, centrais de flagrante e Centros Integrados de Segurança Pública (Cisp).

A categoria decidiu também que não haverá greve durante os dias de carnaval.

Fonte: G1/AL

 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo